Pular para o conteúdo principal

O Joomla e o IFAL

Alguns meses atrás, quando eu ainda estava no CORE (Centro de Operações de Rede, notícia nova e velha ao mesmo tempo), me ofereceram a oportunidade de desenvolver o portal do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas, o antigo CEFET-AL (Centro Federal de Educação Tecnológica de Alagoas), simplesmente chamado agora de IF-AL.

Confesso que nunca tinha tido a oportunidade de desenvolver um site em que fosse necessário o uso de um CMS, o velho e bom HTML + CSS e um pouco de PHP/JavaScript sempre resolveram meus problemas.

Bom, o que aconteceu foi que o antigo CEFET-AL já contava com um portal em uso, onde foi necessário fazer toda a importação de conteúdo, claro, elaboração de novo template, gestão de usuários novos e dos que já estavam utilizando o portal antigo, e nesse ponto é que foi tomada a decisão de utlizar o próprio Joomla, migrando apenas para uma nova versão (1.5) já que o antigo portal do CEFET-AL utilizava o Joomla 1.0.

O que tenho a comentar (e por enquanto não ensinar) é que no Joomla o desenvolvimento de templates e quantidade de extensões que resolvem nossos problemas é algo que favorece muito a produtividade no desenvolvimento de portais com conteúdo dinâmico, na minha opinião é um CMS que peca apenas na gestão de grupos de usuários, controle de acesso e gestão por exemplo de um workflow para administradores do portal.

Apesar de não conhecer a fundo outros CMS, hoje concordo com a idéia de que não existe o melhor CMS, mas sim aquele que se adapta melhor aos problemas que o seu produto deseja solucionar. Outro fator importante é a questão da facilidade de aprendizado do Joomla, tanto é que apesar de anteriormente eu não ter familiaridade com nenhum CMS, o uso do Joomla facilitou minha compreensão e também a implementação do novo portal sem maiores dificuldades na questão de treinamento para os funcionários do Instituto.


Apesar de não ter nada preparado ainda, fico devendo um mini tutorial de Joomla aqui mesmo no blog, e também fico na expectativa do Joomla 1.6 (ou +1.5x), já que correm boatos de que será a versão mais completa já lançada, inclusive tendo uma preocupação maior com a gestão de usuários por parte dos administradores.

Abraços!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Utilizando o padrão de referências da ABNT no Word

Uma importante funcionalidade do Microsoft Word é o seu Gerenciador de Fontes Bibliográficas. Para aqueles que estão escrevendo algum trabalho acadêmico ou científico, é possível cadastrar todas as referências do trabalho e no final gerar a listagem já enumerada dos documentos que foram consultados na pesquisa. Essa postagem traz os arquivos necessários e as instruções para facilitar essa etapa da elaboração.

Programação Paralela e por que você deveria se preocupar com isso (Parte 1)

Creio que a maioria dos desenvolvedores já deve ter ouvido falar de threads, aprendeu um pouco sobre semáforos, monitores e travas. Partindo desse meu pensamento, imagino que essa mesma maioria não utiliza nenhuma forma de programação paralela em suas aplicações. A pergunta que fica é: utilizar paralelismo e lidar com concorrência tem baixa popularidade entre os desenvolvedores porque não tem utilidade ou porque os cursos de graduação em computação estão carentes de uma disciplina que ensine aos graduandos os reais benefícios em ter uma base sólida nesta área?

Esta série de publicações irá trazer uma visão básica sobre Parallel Programming, os exemplos serão baseados em Java e muito do que mostro aqui pode ser encontrado de maneira mais aprofundada no livro "The Art of Multiprocessor Programming", dos autores Maurice Herlihy e Nir Shavit.

Mininet: Uma Rede Virtual Instantânea no Seu PC

Baseado no texto de introdução presente no site oficial do Mininet (www.mininet.org) apresento esta ferramenta que possibilita a desenvolvedores e pesquisadores a criação de uma rede virtual realista, executando um kernel real, switch e código de aplicação, em uma única máquina (VM, cloud ou nativa), em segundos, com comandos simples.

A rede virtual criada pelo Mininet é escalável, uma rede definida por software em um único PC utilizando processos do Linux. Isso possibilita um meio inteligente de realizar testes e simulações de uma rede antes de implementá-la em meio físico, caso esse seja o objetivo.