Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

Tutorial: Desenvolvimento de Software Baseado em Modelos na Prática com Epsilon, Parte 2

Na primeira parte deste tutorial, foi implementada de forma básica uma ferramenta CASE para o desenvolvimento de um sistema de arquivos, utilizando a Epsilon para realizar esta implementação. Nesta ferramenta é possível criar modelos e gerar código que reflita o sistema modelado. Até aqui, foi definido o metamodelo que descreve o domínio, seus conceitos e como estes conceitos estão relacionados.

Nesta segunda etapa irei mostrar como definir a sintaxe concreta da sua DSML, de forma que a ferramenta gerada contenha esta sintaxe. Além disso, será definida a geração de código, finalizando o processo MDD proposto neste tutorial.

Tutorial: Desenvolvimento de Software Baseado em Modelos na Prática com Epsilon, Parte 1

O MDD (Model-Driven Development) pode ser utilizado na prática seguindo o processo de criação e aplicação de uma DSML (Domain Specific Language). Para isso, como foi descrito aqui, primeiramente é necessário satisfazer três requisitos:
Sintaxe Abstrata: o metamodelo que descreve conceitos e regras de modelagem da DSML, equivalente a uma gramática das linguagens de programação;Sintaxe Concreta: a notação gráfica da DSML, seus elementos representativos;Semântica: o significado de cada elemento gráfico da DSML. Após estes requisitos serem atendidos, o gerador de código é implementado e, consequentemente, deve ser possível utilizar modelos executáveis, através de uma ferramenta CASE, produto do MDD, finalizando as etapas.
Nesta publicação irei mostrar como criar a sintaxe abstrata, a sintaxe concreta, e a semântica, utilizando como exemplo um Sistema de Arquivos. A implementação deste exemplo utiliza a Epsilon, uma família de linguagens e ferramentas para geração de código, transformações …

MDD e DSML, O Potencial da Modelagem no Desenvolvimento de Software

Apesar de não ter realizado uma publicação exclusiva falando sobre MDD (Model-Driven Development), grande parte da sua definição está contida na MDA (Model-Driven Architecture). O Desenvolvimento Orientado a Modelos é um paradigma que envolve todo processo de criação de software, gerando código a partir de modelos (semelhante à arquitetura MDA). Este paradigma, cada vez mais aplicado no meio acadêmico e nas empresas, abstrai a complexidade das linguagens de programação e seus códigos-fonte, já que os sistemas são desenvolvidos a partir de modelos criados para serem transformados automaticamente em código executável. Geralmente a criação destes modelos e a transformação para código executável é realizada a partir de uma ferramenta CASE (Computer-Aided Software Engineering).

Relacionamento entre MDA, MDD e MDE

Existe uma certa confusão sobre o relacionamento entre MDA (model-driven architecture), MDD (model-driven development) e MDE (model-driven engineering).

Eu estava lendo este blog e encontrei um bom resumo que ilustra claramente o que fica complicado de entender, na maioria das vezes, quando se busca informações sobre MD*.

MDA na Prática com Acceleo, Construindo um Gerador de XHTML

Continuando a série de posts sobre Model Driven Architecture (MDA), irei mostrar como desenvolver um gerador de XHTML baseado em um processo MDA, a partir da ferramenta Acceleo.

A Acceleo é uma ferramenta de código aberto, sob a Eclipse Public License (EPL). Ou seja, ela pode ser baixada e utilizada de forma gratuita.

Padrões da OMG com suporte à MDA

Na publicação anterior mostrei um resumo do que é MDA, suas características e benefícios. Nesta publicação irei discutir sobre o que existe de concreto para realizar o desenvolvimento utilizando este padrão arquitetural da engenharia de software.

Os seguintes padrões: UML (Unified Modeling Language), MOF (Meta Object Facility), QVT (Query, View and Transformation), OCL (Object Constraint Language) e XMI (XML Metadata Interchange) compõem as especificações do OMG para desenvolver software utilizando a arquitetura MDA.

Reflexões sobre a especificação da OMG, Model Driven Architecture (MDA)?

Irei iniciar uma série de publicações envolvendo Arquitetura Orientada à Modelos (Model Driven Architecture, MDA), um padrão arquitetural, criado pela OMG (Object Management Group), que tem como objetivo realizar a separação entre: lógica de negócio da aplicação, evolução e manutenção do software. Através da utilização da MDA, é possível construir sistemas de forma rápida, consistente e independente de plataforma.

Estudo, Trabalho ou Crio uma Startup?

Ultimamente tenho entrado em algumas discussões sobre carreira profissional e acadêmica, já escutei diversas opiniões sobre os melhores caminhos para um estudante ou profissional em computação, gente que cursou uma graduação por 4, 5 anos e depois fala que título de mestre ou doutor numa área não significa nada, outros que largaram a faculdade para empreender (e depois explico porque coloquei essa palavra em itálico), e ainda escutei os mais tradicionais que defendem a busca por um bom emprego em uma boa empresa ou concurso como o melhor caminho.

SDN: O Ano de Jogar o Jogo.

Uma medida do progresso da indústria de redes definidas por software é o momento da Open Networking Foundation (ONF), o grupo líder de usuários que está definindo os padrões em SDN e ganhando a causa.

O chairman do comitê de mercado e educação da ONF, Marc Cohn, tem dito que a ONF agora está próxima de 110 membros, fornecedores lançaram mais de 60 produtos que suportam o protocolo OpenFlow da ONF, e algumas 30 milhões de portas habilitadas com OpenFlow foram entregues.